Vítima escapa de golpe no whatsapp e ladrão questiona onde errou

golpe-whatsapp

 

A onda de golpes pelo aplicativo WhatsApp tem aumentado cada vez mais. Seja por conteúdo falso divulgado, possibilitando o roubo de dados, seja se passando por outra pessoa.

 

Golpe

O golpe por WhatsApp que aconteceu na terça-feira (24) foi semelhante a um caso que contei aqui um tempo atrás. A possibilidade de serem as mesmas pessoas, inclusive, é bem grande, já que o número também era de Goiás.

A vítima contou ao Portal de Notícias G1 que os homens tentaram se passar por um primo seu de Brasília e pediram uma transferência de dois mil e duzentos reais.

Tudo começou com uma ligação com DDD 62, de Goiás, de um homem que dizia ser primo da vítima e perguntou se ele estava reconhecendo a voz. Aqui já vemos a semelhança com o golpe que mencionei, pois a abordagem foi a mesma.

E as semelhanças não param por aí. Ele informou que o carro havia quebrado na estrada e pediu para fazer uma ligação para uma oficina mecânica.

A história parece convincente, já que de imediato não é pedido nenhuma quantia de dinheiro, apenas que uma ligação seja feita.

 

A desconfiança

Do mesmo modo que aconteceu no caso anteriormente relatado, o ladrão informou que os mecânicos chegaram, mas que não possuíam cartão e que não havia a menor possibilidade de sacar dinheiro, então que pediram para que ele realizasse a transferência.

A diferença, nesse caso, foi que a vítima já havia desconfiado de algumas coisas e, quando pediram o dinheiro, ele teve a certeza de que se tratava de um golpe.

A vítima disse ao G1 que o primo não morava mais em Brasília e que o DDD era 62, de Goiás, ao invés de ser 61, o que o fez desconfiar inicialmente. Depois, ele mencionou haver uma informação sobre o seguro pareceu desencontrada. O valor alto, por fim, o fez confirmar o golpe.

Ele conta que fez algumas pesquisas referente a foto no WhatsApp e entrou no Facebook do primo. Depois disso, recebeu uma mensagem dos bandidos e foi aí que ele contou que havia percebido que era um golpe.

 

prints-golpe-g1
Fonte: G1

 

De acordo com os prints fornecidos ao G1, o bandido chega a perguntar onde foi que ele errou e ainda afirma que é a sua forma de trabalho e que só tem isso para sobreviver.

Não foi registrado boletim de ocorrência.

 

Fonte: G1

Receba nossas novidades!

Somos contra spam!

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *